Acidentes no trabalho em altura: conheça os tipos e causas

Blog

Devemos ficar atentos e informados sobre as questões que envolvem os acidentes em altura durante a realização da atividade profissional.

Separamos a seguir alguns pontos de fundamental importância sobre esse tema.

Confere com a gente! =)

 Norma Regulamentadora 35

 A NR35 é a norma  que apresenta as principais medidas a serem seguidas por empresas e trabalhadores a fim de preservar a integridade física dos envolvidos, estabelecendo os requisitos mínimos e as medidas de proteção para as atividades em altura. Caso não sejam seguidas essas normas, empresas/ trabalhador podem ser penalizados com multas.

São consideradas atividades em altura pela NR, execuções realizadas acima de 2 metros da base.

Tipos mais comuns de trabalho em altura

  • Trabalho em plataformas em andaimes;
  • Trabalho em torres, linhas de transmissão e antenas;
  • Limpeza e conservação industrial;
  • Limpeza de fachadas;
  • Manutenção de fornos e caldeiras;
  • Montagem e desmontagem de estruturas;
  • Construção, manutenção e reforma de telhados e coberturas;
  • Transporte de cargas por veículos automotores;
  • Armazenamento de materiais, entre outros.

Acidentes mais comuns

  • Acidentes que envolvem escadas;
  • Montagem inadequada de andaimes;
  • Operação incorreta de plataformas elevatórias. 

Principais causas

  • Falta de planejamento;
  • Falta de treinamento;
  • Não uso de equipamentos de proteção;
  • Uso inadequado de equipamentos de proteção;
  • Trabalho em excesso;
  • Excesso de confiança.

Medidas Preventivas

  • Realização de treinamentos para os funcionários que trabalham em altura;
  • Implantar medidas preventivas e não paliativas;
  • Respeitar as diretrizes da NR 35;
  • Adquirir EPIs específicos e de qualidade para atividades em altura;
  • Planejar as ações que precisam ser tomadas antes de se iniciar as atividades;
  • Estar sempre presente nos treinamentos oferecidos pela empresa;
  • Inspecionar cada equipamento utilizado, antes e depois de cada atividade;
  • Guardar e conservar da forma correta cada EPI utilizado após seu uso;
  • Utilizar os EPIs da melhor forma possível e não o esquecer nunca. 

Principais equipamentos de proteção

  • Ancoragem e sistemas de ancoragem;
  • Cintos de segurança;
  • Capacetes;
  • Trava-quedas;
  •  

Pronto, agora é só ficar atento a esses pontos e ter o máximo de cuidado antes, durante e depois da realização da atividade em altura!

WhatsApp WhatsApp Email Budget Budget
TOPO